#Entrevista: 10 perguntas para a escritora Camila Piva

Camila Piva desenvolve várias funções: escritora, empresária, designer, youtuber e tudo mais que a imaginação permitir. Seus últimos lançamentos literários envolve muita imaginação, dicas e o melhor, uma linguagem atual e fácil de ser entendida, até por crianças! Oops! Mas os livros são para crianças, e sabe o que mais? São para crianças e adultos, pois de uma forma livre e descomplicada ela ensina as delícias e os perigos de ser um(a) youtuber, confira nossa entrevista com esta incrível autora, que acreditas em fadas e gnomos.

Soda Pop: Camila, como foi a experiência de escrever junto com a youtuber Julia Silva, o livro “Quero ser uma Youtuber”?
Camila Piva: Foi maravilhosa! A Julia é uma garota encantadora e muito criativa. A experiência dela como youtuber só veio somar na construção da nossa história.

SP: Quais cuidados foram necessários para deixar a abordagem mais próxima do público alvo?
CP:
Desde o começo, a ideia era atrair as crianças que consomem vídeos do Youtube para o mundo dos livros, por isso utilizamos uma narrativa descontraída, com toques de humor, em forma de diário e com algumas ilustrações. O uso de hashtags também foi pensando na linguagem da internet.

SP: O livro serve quase como um manual para quem quer seguir na carreira de youtuber, qual seu relacionamento com as crianças?
CP:
O livro é um convite para se divertir, se conhecer e se cercar de alguns cuidados importantes. Tive a oportunidade de conversar com vários leitores na Bienal, e muitos também me enviam mensagens pelas redes sociais. É uma interação muito bacana, fico feliz quando os fãs dizem que o leram o livro bem rápido e que a saga da personagem os ajudaram a acreditar nos sonhos deles.

SP: Você se dá bem com as tecnologias e domina a arte de ter um canal?
CP:
Sim, eu trabalho com tecnologia desde os meus 17 anos, já fui programadora de sistemas e me formei em design. Eu amo a tecnologia, mas meu foco hoje é contar histórias e tenho focado muito no livro, quero levar entretenimento e conhecimento por meio do hábito da leitura. O Youtube para mim, hoje, é uma forma de divulgar este trabalho.

SP: O livro resgata a ideia de se ter um diário físico, como vê a importância deste hábito conjunto com o da leitura, para com a juventude atual?
CP:
Hoje em dia escrevemos pouco à mão, e por conta das inúmeras distrações do mundo exterior também deixamos de lado o contato com nossos sentimentos. Manter um diário físico é manter alguns minutos do dia dedicado a si mesmo, a analisar seus sentimentos e registrar suas memórias para o seu EU futuro. Existe também diversos aplicativos de diários, também não vejo empecilho nesta escola, mas particularmente escrever à mão tem seu charme (risos).

Já em relação a leitura, é importantíssimo incentivarmos a criança neste hábito. Eu acho que nós deveríamos incentiva-las a ler livrinhos antes de dar a elas o tablet, celular ou um console/videogame. Leitura é um caminho sem volta: uma vez leitor, para sempre leitor.

Camila Piva e Julia Silva (Reprodução)

SP: Existe algum plano de expansão deste conteúdo? Uma segunda edição? Palestras e divulgações em escolas?
CP:
Estou sempre aberta a visitar escolas e sonho com a adaptação deste livro para outras plataformas. Recentemente eu escrevi uma “bíblia audiovisual” deste livro, mas não há, até o momento, nenhuma produtora no radar. Seria um sonho vê-lo na TV, cinema ou na Netflix por exemplo.

SP: Quais expectativas para atrair novos leitores?
CP: As expectativas são sempre altas, no que depender de mim farei de tudo para atrair pessoas para o mundo dos livros. Acho que nós deveríamos falar mais de livros, independente da nossa profissão.

SP: Hoje youtuber é a profissão do momento, você deixaria e incentivaria um filho(a) seu(sua) a seguir nesta área?
CP: Se ele(a) quisesse não vejo nenhum problema. Eu teria maior prazer em incentivar um desejo de um(a) filho(a), sem contar que seria muito divertido criar vídeos com ele(a).

SP: Existe algum(a) youtuber em que se inspira e admira? Quem e por que?
CP: Eu amo a “Jout Jout” porque ela é autentica, fala com simplicidade e profundidade. Eu adoro pessoas que tem essa forma de se comunicar. Também sou muito fã de canais que falam de livros, os booktubers, meus preferidos são: “Resenhando Sonhos”, “Melina Souza” e o “Geek Freak”.

SP: Qual conselho deixaria para a criança/jovem que sonha em ser um(a) escritor(a) e youtuber?
CP: Que você procure o autoconhecimento para entender seus sentimentos e encontrar sua voz, e claro, não desanimar e acreditar sempre nos seus sonhos. Quando uma pessoa sabe o que quer e acredita, nada pode dar errado.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 2614 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: