#Entrevista: Flavia Pavanelli e Luccas Papp falam sobre a peça “O Jardim dos Sonhadores”

Flávia Pavanelli e Luccas Papp, são amigos e colegas de profissão, estão no ar na mesma novela em “As Aventuras de Poliana”, no SBT e agora também estendem a cumplicidade para os palcos, onde Flávia faz sua estreia como protagonista da peça “O Jardim dos Sonhadores” que foi concebida pelo próprio Luccas e no qual divide as cenas mais românticas ao lado do amigo, confira a entrevista que eles deram antes de subir ao palco na estreia no último sábado:

Soda Pop: Flávia, você começou no youtube, foi pra TV e agora está no teatro, como é o diálogo com o seu público já que você está em diferentes veículos e linguagens?
Flavia Pavanelli: Eu tô sentindo agora como foi na televisão, a repercussão e vou sentir agora como vai ser na estreia da peça. Mas no geral o pessoal ficou muito animado e feliz e isso que é importante, as pessoas torcerem muito pelo seu sucesso. E que tudo dê certo, graças a Deus eu tenho muitas pessoas que gostam mesmo de mim, que me acompanham e que estão sempre torcendo muito. muita gente mandou mensagem falando que virá e me incentivando, estou feliz.

SP: Vocês dois tem um bom engajamento nas redes sociais, com muitos fãs. Como vocês pretendem trazer este público para o teatro?
Luccas Papp: A gente está tentando fazer a divulgação mesmo, as pessoas tem que entender que elas não estão vindo para o teatro pra ver eu e a Flávia, elas estão vindo para ver uma história. Isso tem que estar muito claro, porque claro que quem é fã, vai vir ver a gente, mas eles tem que entender que vão vir aprender e construir uma história dentro do coração deles.

O mais bonito é perceber o quanto é importante a gente ir ao teatro para conhecer uma boa história e a partir daí, mudar a nossa maneira de pensar, de ver o mundo, nem que seja só para dar umas risadas. Mudar o dia da pessoa é o nosso maior objetivo.

SP: Qual o maior desafio que vocês encontraram no palco?
FP: Nossa, eu tive muitos desafios, porque televisão não tem nada a ver com teatro. No sentido de voz e até de gestos, na TV um olhar já faz a diferença e aqui não dá pra ser tão light, eu senti muita diferença neste sentido. Posicionamento e espaçamento do lugar, a questão de usar o diafragma, saber as pausas corretas, porque na televisão geralmente é cena por cena, não é uma hora direto que nem você está ali no espetáculo. E claro, decorar.

LP: O meu desafio aqui, foi um desfaio bom, foi justamente adequar a minha interpretação que era da primeira versão da peça com o novo estilo da Flávia. Porque a gente vem de lugares diferentes, com experiências diferentes, com linguagens diferentes e é justamente a minha função é se adequar a Flávia, ela está chegando e eu tenho que ser um bom anfitrião. A gente conseguiu o que era o mais importante, a química entre o casal.

SP: Falando sobre a química do casal (John e Olivia), na peça vocês falam sobre amor, vocês são românticos? Esta conexão do personagem existe na vida real?
LP: Eu sou mais romântico na peça do que na vida. Talvez a peça foi a minha maneira prática de colocar o meu romantismo pra fora.

FP: Eu também não sou muito romântica não, já fui mais. É bom também que a gente traz do personagem para a vida real. Vivemos de fases, já tive fase mais romântica e fases não tão românticas, e a Olivia traz isso, no começo da peça ela é tão pra cima que é gostoso isso.

LP: Na peça a gente fala do limite do romantismo, na peça mostramos isso, com o John, quando ele acaba invadindo o espaço da Olivia. Até que ponto podemos ir no gostar de alguém?

Serviço:
Local: Teatro das Artes – Shopping Eldorado – Avenida Rebouças , 3970 – Pinheiros – SP
Data: 16/03 – 26/03 – 30/03
Ingresso: 60,OO
Horário: 18h

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 5534 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: