#Entrevista: Melim revela novo projeto “Eu feat. Você” e fala sobre parcerias e documentário

O segundo álbum de estúdio da banda Melim, chega com um super combo: EP + feat + clipe + documentário + live. Sim, tudo isso disponível nesta sexta-feira (15), “Eu feat. Você”, marca a nova fase na carreira destes irmãos que já celebram ótimas conquistas na música popular brasileira.

Em entrevista com Rodrigo Melim, o cantor revela as novidades que estão por vir em forma de engajamento, música, isolamento social e energia positiva, confira a entrevista:

Soda Pop: Qual maior desafio em lançar um segundo disco após tantos sucessos, turnês e um disco ao vivo? A pressão aumentou junto com as cobranças?
Rodrigo Melim: Nós ficamos muito pensativos sobre o que viria no segundo disco. Será que gostaremos do segundo disco tanto quanto gostamos do primeiro? Será que o público vai se identificar? A fórmula é não pensar nisso, é fazer o melhor possível.

Leia Também: Vitor Kley lança feat com Vitão

As letras estão muito mais maduras, porque a cada passo da nossa carreira vamos aprendendo e evoluindo. A vivência reflete no álbum, por exemplo, o fato de fazermos shows, vai fazer você querer uma música em que a galera cante junto, para animar, que é o caso desta música de trabalho “Eu feat. Você”.

O maior desafio deste álbum, foi compor entre os shows da última turnê e gravar durante a pandemia de covid-19, pois estivemos 10 dias em Los Angeles para finalizar o disco, quando o isolamento social começou a entrar em prática nos EUA.

O álbum contém 15 músicas, divididas em dois EPs, o primeiro chega com 8 músicas, sendo destas “Gelo“, a única conhecida do público, que já foi previamente trabalhada no ano passado.

SP: Como é a nova sonoridade apostada neste EP? Trabalharam novos sons e instrumentos?
RM: O primeiro álbum tem muito foco na voz e no violão e a base como um todo é mais leve. Neste álbum conseguimos trazer um pouco mais de ritmo e alegria.

Leia Também: Silva confirma lançamento do álbum “Ao Vivo em Lisboa”

SP: Por que escolheram gravar em Los Angeles este novo trabalho? E como foi a experiência em gravar no lendário Capitol Records Studios?
RM: Decidimos gravar em Los Angeles, depois da experiência que tivemos em gravar “Gelo”, que foi rodada no Chile. A imersão de viver aquele momento traz uma sensação muito boa, pois todas as vezes que assistimos o clipe, ativa a nossa memória afetiva da viagem e dos bons momentos.

Buscamos trazer para o álbum esta mesma energia, e por isso a escolha de gravar no Capitol Records Studios, um lugar lendário por onde passou grandes nomes da música como Frank Sinatra, Bruno Mars e os Beatles, por exemplo. Nós fomos os primeiros brasileiros a gravar um álbum por lá, e queríamos deixar nossa marca na história da música também.

SP: As músicas devem ganhar clipes para cada faixa? Tem alguma ideia de como poderiam fazer estes vídeos?
RM: Desde o primeiro álbum, já era uma vontade nossa de que todas as músicas tivessem vídeos, porque é a forma que as pessoas estão consumindo música hoje. A música com vídeo é potencializada, atinge um número maior de pessoas.

No primeiro álbum não conseguimos fazer clipes, mas logo após veio o projeto de audiovisual [Melim Ao Vivo]. E agora conseguimos fazer clipes, porém não foram super-produzidos devido ao isolamento social, iremos misturar imagens do estúdio com imagens de Los Angeles, de nós cantando por lá e com as gravações feitas em casa de momentos divertidos.

O material será apresentado nesta sexta-feira (15), junto com a live onde os irmãos cantam os novos e antigos trabalhos, o clipe de “Eu feat. Você” e também o primeiro episódio do documentário rodado durante o período de gravação [deverá ser entre 4 ou 5 episódios com 8 a 10 minutos de duração].

Leia Também: Unidos pela música: conheça a história da Banda Melim

SP: Como é lançar um material de inéditas em período de isolamento social? Pretendem fazer ações para divulgar o EP? Pode adiantar alguma coisa?
RM: Temos que aproveitar da internet neste momento de isolamento para nos comunicar com nossos fãs, através dela conseguimos estar presente em vários lugares. Deveremos fazer ações deste tipo, sem sair de casa, respeitando as regras da quarentena.

Deveremos ter algumas ações com influencers e com o TikTok para criar coreografias e desafios para a galera.

SP: Os dois EPs que compõem esta nova fase são apenas de músicas inéditas e autorais? Haverá algum feat neste trabalho?
RM: Sim. A diferença principal deste novo álbum são os feats., a primeira música de trabalho e que dá nome ao EP “Eu feat. Você”, possibilitou também a liberdade de convidarmos pessoas que gostamos para este projeto. Tivemos 3 participações nesta primeira etapa: o Lulu Santos, o Rael e o Saulo.

A ideia de convidar o Lulu, surgiu lá em Los Angeles, quando chegamos por lá, só cantávamos a música “Garota eu vou pra Califórnia…” e como o Lulu Santos já tinha interagido com a gente através das redes sociais, resolvemos mandar a música “Cabelo de Anjo”, uma canção que foi feita para a filha do Diogo, quando o Lulu escutou ele gostou da delicadeza e entendeu o recado que a música tinha de pai pra filho e topou o feat.

Leia Também: Claudia Leitte revela detalhes de “BANDERA Project”

O Rael, nos encontramos na correria de estrada de shows, e por ser uma das inspirações do nosso primeiro álbum – pelas letras que o rap traz e pela quebrada melódica que ele tem – quando fizemos o convite para cantar “Relax” ele adorou e também sugeriu pra gente gravar a música “Só Ficou o Cheiro” para o álbum dele.

Já o Saulo, por gostarmos dele e do seu talento, queríamos que ele fizesse parte deste disco. Falamos com o filho dele, que intermediou o processo e apresentou a canção a ele. A música “Cantando Eu Vou”, foi uma escolha perfeita, pois ela fala sobre coisas positivas, coisas bonitas. “Cada palavra que você diz, sua vida se torna mais bela”, parafraseando trecho da música.

Existe uma música que gravamos por lá, que ainda não decidimos se vai entrar ou não na segunda parte do álbum, esta é a única regravação.

SP: O documentário proporcionou uma nova experiência, pretendem trabalhar algo com alguma plataforma de streaming ou com conteúdos exclusivos?
RM: Gravamos o documentário juntamente com a gravação do álbum, cenas de dentro do estúdio e tomadas pela cidade, porém pegamos dias chuvosos e um único dia ensolarado, após isso entramos em quarentena esperando o voo de retorno para o Brasil.

Leia Também: Pitty disponibiliza o documentário “Dê Um Rolê” no YouTube

Eu achei muito divertido gravar o documentário, apesar de não ser tanto ‘o cara da rede social’, eu sou muito mais bastidores do que redes sociais. Os próximos passos devem seguir esta mesma ideia, pois é muito bom poder contar a sua versão da história. A ideia é de produzir este conteúdo seja para uma plataforma de streaming ou para a vida, para documentar todos os passos que a Melim der, o público gosta de ver este processo.

SP: Os singles “Gelo” e “Meu Mel” em parceria com a Anitta, tiveram ações humanitárias para divulgação e arrecadação de fundos. Pretendem fazer algo a respeito, nesta pandemia e/ou com o novo trabalho “Eu feat. Você?
RM: Estamos cada vez mais nos aproximando destes projetos sociais, é algo que gostamos de fazer e faz parte da responsabilidade de todas as pessoas que são públicas e tem voz, que se envolvam mais, até para poder incentivar.

Não sei se para o lançamento do “Eu feat. Você” terá alguma ação, além da live em que realizaremos com arrecadação de fundos e doações para alguma instituição, como fizemos na live passada.

SP: Para finalizar, qual mensagem gostaria de deixar para os fãs que estão em isolamento social nesta pandemia do coronavírus?
RM: Gostaria de pedir para as pessoas respeitarem a quarentena, é muito importante que a gente se una neste momento. Usar máscara, lavar as mãos com água e sabão, utilizar álcool em gel e se precisar sair de casa, que seja para motivos essenciais. E que este novo disco traga coisas boas, como paz e esperança.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6794 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: