#Entrevista: Pedro Batistélla a nova promessa da música brasileira

O Soda Pop bateu um papo com o artista Pedro Batistélla, ele que poderia ser muito bem um galã (tem a quem puxar, seu avô foi bem famoso em outros tempos), se aventurou pelo teatro musical, mas acabou se rendendo à música, com composições e gravações. Logo de cara aventurou-se a gravar seu primeiro disco “Lúcido”, que teve a participação de mais de 70 músicos, foi mixado em Los Angeles e conta com uma participação de peso nesta estreia. A seguir um pouco do que rolou nesta deliciosa conversa e quais são os planos para este ano que se inicia.

Pedro é formado em publicidade, cursou teatro musical e tentou algumas vezes aprender alguns instrumentos, mas desistiu pelo caminho, inclusive uma de suas metas para 2018 é voltar a aprender instrumentos e está pensando em tocar piano para ajudar em suas composições. Ele que tem facilidade de compor em inglês (lembra o Tiago Iorc, foi assim que tudo começou) também utiliza de seus sonhos para se inspirar e criar canções.

Pedro Batistélla (Ph: Andy Santana)

Antes de se aventurar no projeto autoral, ele fez covers de Rihanna, Michael Jackson e Ana Carolina. O disco “Lúcido” conta com 8 composições que traduzem sua essência, assim como a arte gráfica que compõe o projeto. O disco teve uma excelente aceitação no mercado Nordestino, já que a parceria musical na faixa ‘Recomeçar de Vez’ é com a cantora Roberta Campos e em Fortaleza a canção foi tocada nas rádios de forma independente tornando-o conhecido nas plataformas de streaming e nas redes sociais. Roberta que estava prestes a concluir seu disco, escutou a canção e resolveu incluí-la em seu CD. Ainda falando de parcerias e participações, quando remixava seu trabalho nos EUA, Pedro teve a oportunidade de trabalhar no mesmo estúdio junto com a rapper Macy Gray.

Para 2018 o cantor pretende sair com seu show por circuitos independentes onde o público possa ter contato com suas canções e covers. Ele que tem canções gravadas por outros artistas tem uma versatilidade musical que permite experimentar no palco arranjos e versões que agradam os mais exigentes ouvidos. Seu CD foi montado de uma forma que você possa entender seu crescimento e fortalecimento, já que os altos e baixos refletem em canções mais calmas e outras mais agitadas que dá vontade de deixar no repeat como “Francis K”.

Suas inspirações musicais são diversas que vão de Seal (ele adora o cantor) até cantoras como Joss Stone, Pink, e outras divas pops bem como novas revelações musicais brasileiras, como a drag queen Gloria Groove, esta inclusive é um desejo de feat. Poderia sair uma parceria agora em 2018, não é? Este ano tem tudo para ser marcante na carreira deste artista que além de bonito, talentoso e simpático é dedicado e persistente.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

andysantana has 1053 posts and counting.See all posts by andysantana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: