#Moda: Pabllo Vittar rompe parceria com grife de sapatos por apoiar Bolsonaro

Neste sábado (1) a cantora Pabllo Vittar anunciou o fim da sua parceria com a grife de sapatos Victor Vicenzza, cujo produtos vinham sendo usados e divulgados pela estrela. O motivo do rompimento, é devido ao apoio demonstrado pelo dono e designer da marca, o catarinense Victor Vicenzza, ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). O designer além de seguir também curtiu publicações do candidato.

Pabllo Vittar usou sua conta no Instagram para desabafar sobre o ocorrido: “Desde o início da minha carreira, sempre soube que seria muito difícil conseguir apoio de marcas que queriam se relacionar com uma artista LGBTQIA+ drag que sou. Muitas portas se fecharam, mas algumas se abriram e com isso trabalhei até então com parceiros que sou muito grata. Deixo aqui meu agradecimento de apoio até agora, mas não poderia aliar meu trabalho a um discurso que deixa claro não se importar com os diretos humanos de toda comunidade LGBTQIA+. da qual faço parte“, escreveu a drag queen.

Adianto que foram produzidos alguns trabalhos já finalizados e distribuídos digitalmente desse meu novo álbum, que contém peças de marcas que, a partir de agora, não vinculo mais a minha imagem.

Depois de ser acusado de oportunismo, Victor também se manifestou sobre o apoio ao Bolsonaro e sobre seu posicionamento contrário à comunidade gay: “Acredito que Bolsonaro é o único candidato que apropriado para liderar a nação“, escreveu o designer em suas redes sociais.

Por ofertar sapatos com numerações grandes e com ideias inovadoras, Victor Vicenzza conquistou o público gay, pois além desta oportunidade, o discurso nas mensagens publicitárias são de empoderamento e aceitação. Anitta, Cleo, Aretuza Lovi e Ludmilla, são algumas das artistas que usam e usaram produtos da grife. E ainda o empresário destaca que não há problemas em manter apoio ao Jair e ter Pabllo como garota propaganda da sua marca.

Quero deixar claro minha opinião. Para que a minha, ou qualquer outra empresa, continue operando de forma sustentável, é necessário lutar contra todas as ideologias socialistas e comunistas que invadiram nosso país“, destacou o empresário. Várias manifestações na internet acusaram-o de ser oportunista e se aproveitar do “Pink Money”, dinheiro ganho através da cultura LGBTQIA+.

View this post on Instagram

⚠️ COMUNICADO OFICIAL ⚠️

A post shared by Victor Vicenzza (@victorvicenzza) on

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 2809 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: