#Música: Escute o novo EP do duo Anavitória

Pessoas pequenas. Pessoas grandes. Não pessoas. Com pouco mais de dois anos de caminhada e apenas um álbum na bagagem, o duo Anavitória conquistou todas essas coisas. Ouvidos de todos os tipos, amores de todos os sexos, interesses de todas as idades. Pequenas multidões de fãs pela estrada afora, pelo Brasil adentro. Um disco de ouro e duas indicações ao Grammy. Colocações em listas de top 10, que documentam os espaços ocupados por elas entre as mais tocadas e mais ouvidas do ano inteiro. E, o melhor de tudo isso, quase 150 shows realizados em 12 meses. O passo que as jovens musas do pop rural dão agora segue esse mesmo percurso expansivo e agregador. “Anavitória Canta para Pessoas Pequenas, Pessoas Grandes e Não Pessoas Também”, EP com quatro faixas que chega agora às plataformas digitais, fortalece a ponte fundamental que transporta o público infantil até a música dos adultos e, em reação imediata, que também traz de volta as pessoas grandes ao mundo das pessoas pequenas.

O EP concilia uma canção inédita com três clássicos da música brasileira. Dois desses clássicos fazem parte de projetos pensados especificamente para crianças: “Pirlimpimpim”, composta por Moraes Moreira para o especial de TV homônimo, de 1982, da Globo; e “Sideral”, escrita por Tibério Gaspar, Durval Ferreira e Valdir Granthon, para o primordial “Clube do Capitão Aza”, que foi ao ar na TV Tupi entre 1966 e 1979. O outro clássico é uma música “adulta”, mas de imediato adotada pelas crianças: “O Leãozinho”, de Caetano Veloso. Embora a canção tenha sido composta em homenagem ao baixista Dadi Carvalho, muita gente – inclusive Vitória – se viu representada pela juba do leão de Caetano. “Mistério”, a única música inédita do EP, é uma composição da Ana, Vitória e Mike Tulio, da banda OutroEu. Curiosamente, ela marca a primeira parceria entre as duas meninas e, aqui, reitera o caráter autoral do trabalho do duo. “A felicidade é mistério”, conclui o último verso, tão infantil e tão adulto.

A produção musical de “Anavitória Canta para Pessoas Pequenas, Pessoas Grandes e Não Pessoas Também” ficou nas mãos experientes de Kassin, figura importante da música brasileira contemporânea. Ele foi recrutado justamente por ser o nome por trás de discos de artistas que Ana e Vitória tanto amam e sempre têm como referência, em especial Los Hermanos e Mallu Magalhães. Igualmente afiada, a banda conta com Davi Moraes nas guitarras, Christian Oyens nos violões, lap steel e weissenborn, Dedê Silva nas baterias e o próprio Kassin nos baixos, programações e teclados.

A capa é uma colagem de ilustrações do artista Laurindo Feliciano, inspirada na tradição da literatura utópica, onde o paraíso é uma ilha em que todos os tipos de seres coabitam em harmonia. Na imagem, de forma sutil, são representados a dualidade entre pássaros, sol e lua, plantas outonais e primaveris, masculino e feminino. Pessoas pequenas e pessoas grandes. E até as não-pessoas, que também são bem vindas. As plantas, os animais, os seres de outros planetas ou quem mais estiver de ouvido em Anavitória, no mundo real ou no mundo imaginário das crianças e dos adultos. Escute o EP aqui.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 5549 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: