#Música: Morgana Kurmann lança CD em São Paulo

A cantora multifacetada Morgana Kurmann está lançando seu primeiro CD “Hurricane” – a garota do interior de São Paulo conversou com a gente sobre planos futuros, o trabalho todo em inglês, suas influências e gostos. Ousada e confiante Morgana lança um CD autoral composto com 12 faixas todas em inglês (isso me lembra Tiago Iorc – que conseguiu notoriedade com músicas em português, mas que tem um legado em inglês no começo de sua carreira).

Morgana Kurmann (Foto: Andy Santana)

Com referências à grandes cantoras, principalmente as expoentes do jazz como Ella Fitzgerald, Billie Holiday e Sarah Vaughan que escuta desde pequena, Morgana se inspirou para criar um CD que tem a sonoridade de uma Diana Krall com perfume de Norah Jones adicionado pitadas de pop music (lembra do cd da Lady Gaga com o Tony Bennett? – sim ela também é fã da mother monster), com bagagem suficiente para dominar o palco, visto que em seu início de carreira trabalhou cantando na noite em bandas, ela tem tudo para conquistar os fãs de pop com a atitude e a voz suave. O que facilita neste meio é que suas composições são originalmente criadas em inglês e não são versões por isso as letras são verdadeiras.

O CD que só chegou este ano (2017) às lojas, está sendo criado desde 2009, quando ela começou a compor as canções, mas timidamente não achava boas o suficiente para mostrar ou mesmo lançar em algum canal. Hoje mais madura e experiente, o tempo que serviu para conhecer outras culturas e parceiros, tornou este projeto especial e que vem conquistando novos públicos, visto que já tem uma primeira apresentação de seu novo trabalho, na rede SESC de Araraquara (cidade da cantora). O próximo passo será tentar trazer para a capital este projeto que conta com a apresentação de músicas autorais e covers, que podem ser conferidos no seu canal do Youtube.

Falando sobre o CD e as músicas autorais, a cantora destaca duas faixas importantes para ela (sim foi difícil escolher apenas uma), a faixa 6 “Searching For You All Around” é forte e tem uma conexão grande com a sua alma, já a faixa 11 “I’ll Let You In (A Little Jaz)” além de ser uma sonoridade que encanta a música tem participação de seu pai, com o assovio que dá um toque especial à voz de diva da cantora. Escute também “Meet Me In Eternity” é bem dançante, típico para performar como secador na mão. Não deixe de conhecer o trabalho que já está disponível em todas as plataformas digitais.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6352 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: