Rubel lança “O Homem da Injeção II”, uma crítica política sobre a pandemia

Rubel lança hoje nas plataformas “O Homem da Injeção II”, um samba-hino pró-vacina inspirado em uma história real. “A música é inspirada na história real de um homem que ficou nu em uma praça pública do Rio de Janeiro e subiu em uma estátua exigindo vacina. É uma cena absurda e surreal, assim como o momento político que vivemos“, revela.

Sobre a indignação com o governo e seu descaso com a pandemia, Rubel descreve na música: “Há algum tempo, tenho vontade de escrever músicas que falem mais diretamente da nossa situação como país, e essa pareceria com o compositor Breno Goes é minha a primeira canção nessa direção política.

Leia Também: Saiba quais músicas escutar na hora da vacinação

O título da música é uma referência ao samba de um dos primeiros compositores cariocas, Sinhô, chamada O Homem da Injeção, de 1930. A caminho para a biblioteca nacional, onde registraria a canção, no entanto, Sinhô faleceu precocemente, sem deixar nenhum registro da letra ou da melodia. A música se perdeu para sempre.

A letra supostamente falava de um serial killer que usava uma injeção para matar, mas gosto de imaginar que poderia, na verdade, ser uma alusão à gripe espanhola da década de 20, que Sinhô testemunhou e sobreviveu – outra trágica pandemia que assolou o mundo há quase cem anos. 

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 7670 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: