Sandy e Junior revelam que o documentário é como “uma sessão de terapia”

Depois de ter a maior turnê do Brasil e a segunda mais lucrativa do mundo em 2019, Sandy e Junior iniciam o mês de julho com conteúdos exclusivos na plataforma de streaming Globoplay.

Em um papo franco, os irmãos Sandy e Junior revelam detalhes das produções que chegam nos dias 10 (documentário “A História”) e 17 (show “Nossa História”) de julho.

O retorno aos palcos em forma de turnê comemorativa dos 30 anos de carreira, veio de encontro ao desejo como dupla em revisitar seu passado de glórias e conquistas, e também como forma de agradecimento ao público que ansiava por um encontro após 12 anos do último show como ‘Sandy & Junior’.

Leia Também: Sandy e Júnior Lima relembram sua primeira novela, Estrela- Guia

A preparação da turnê, que eles confidenciam que não imaginavam que tomaria proporções gigantescas e internacionais, foi acertada para contemplar os fãs com os maiores sucessos em forma de espetáculo único e emblemático, porém se fez necessário documentar estes passos, e como uma forma natural, nasceu a vontade de contar através de palavras, depoimentos e imagens, a história que fez deles um dos maiores sucessos do pop nacional.

As coisas foram acontecendo e tomando uma proporção que foi surpreendendo a gente de um jeito, que nem em sonho a gente podia esperar que ia acontecer“, confidenciou a Sandy. O documentário é uma forma de contar a versão deles de como tudo aconteceu, através do olhar dos irmãos, não só com o que a mídia publicava, eles tomam o poder da voz, para dar vazão à sentimentos e sofrimentos que machucaram e marcaram em alguns casos suas formações como cidadãos e artistas.

A história sempre foi contada por um viés jornalístico e/ou comercial, através da imprensa, com muitas distorções e por um olhar de fora, de quem observava. E agora a gente tá tendo a chance de contar da nossa boca, do viés dos nossos olhos.” contou a Sandy.

Sandy e Junior (Ph: Andy Santana)

O documentário é dividido em 7 episódios, com cerca de 1 hora cada e não segue uma cronologia de datas e fatos, mas em cada um haverá um tema específico. “O que a gente tem de memória de vida é a nossa carreira“, revela o Junior que também entrega, que os dois episódios mais marcantes são o primeiro em que contam o fim da dupla através do último show e o quarto episódio, em que eles revelam como a mídia afetou e atingiu com mentiras e polêmicas sobre eles e a sua carreira. É um dos momentos mais emocionantes e aguardado do documentário.

A dupla resolveu contar sua trajetória, depois que teve um distanciamento e pôde analisar de fora, sem correr riscos emocionais, conforme as palavras do Junior “aquilo já é uma história, já é o nosso passado“. Com cada um em suas devidas carreiras solos, eles conseguiram se unir como dupla e rever como os passos foram importantes para a construção dos artistas atuais, com suas manias e aprendizados. Por isso contar agora, como se fosse uma sessão de terapia, sem medo dos julgamentos ou pressão do mercado.

O documentário permitiu que tanto a Sandy quanto o Junior pudessem se reconectar com as crianças e os adolescentes do passado, em que muitas vezes nem se lembravam de um determinado acontecimento, mas ao mergulhar nas memórias registradas em vídeos e áudios, eles podem não só trazer a nostalgia, como deixar o legado para seus filhos.

Junior revela que o documentário está repleto de materiais inéditos. “Na verdade, está cheio de material inédito, cheio de imagens de arquivo pessoal. Tem material de making-of que nunca foi revelado.” A dupla contou que havia um cinegrafista que os acompanhava catalogando conversas, reunindo materiais que poderiam ser usados em DVDs e que nunca chegaram ao conhecimento dos fãs e que agora foram utilizados para sintetizar os quase 37 anos dos irmãos. Porque o documentário não resgata só a vida nos palcos, como artistas, mas também a vida antes e depois de estrearem num programa de TV.

Leia Também: Universal Music lança o box “Nossa História”, com 16 álbuns de Sandy e Junior

A turnê Nossa História, tem grande participação no doc, com a preparação e os esboços do planejamento dos shows, até o acompanhamento nas capitais e em fora do país, como nos shows que aconteceram em Nova York e Lisboa.

Sandy e Junior revelaram que o material gravado em forma de show chegará nas plataformas de streaming no dia 17, tanto na Globoplay como em APP de músicas. E que sairá as versões físicas dos materiais (ainda sem data definida pela gravadora, a Universal Music), exceto do documentário, que é exclusivo para a plataforma.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6912 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: