#Teatro: Maitê Proença em “A Mulher de Bath” no Rio de Janeiro

Se não houvesse em toda a Terra imensa, autoridade além da experiência, a mim isso seria suficiente, pra fazer um relato contundente, das mazelas da vida de casado. Assim se apresenta ao público A Mulher de Bath, mulher dos ainda medievais anos 1380, que  já enterrou cinco maridos e, fogosa e cheia de vida, está em busca do sexto.

Depois de duas temporadas seguidas em São Paulo, no Sesc Bom Retiro e no Teatro FAAP, Maitê Proença traz ao Rio a peça escolhida para comemorar seus 40 anos de carreira e 60 anos de vida, e também os 80 anos do diretor Amir Haddad. A Mulher de Bath é uma mulher libertária, à frente de seu tempo, e não teme dizer o que pensa. Ela é uma das figuras basilares da literatura ocidental, precursora de Shakespeare e do indivíduo moderno.

O texto é do escritor e filósofo inglês Geoffrey Chaucer (1343-1400), reconhecido como o pai da literatura inglesa, e faz parte de sua obra inacabada Os Contos da Cantuária”, publicada pela primeira vez em 1475 e tida como uma das mais importantes da literatura inglesa e um clássico da literatura mundial. A tradução, de José Francisco Botelho, foi indicada ao Prêmio Jabuti e já é considerada uma referência contemporânea na tradução de Chaucer.

Serviço:
Temporada: de 20 a 29 de julho de 2018
Horários: sexta e sábado às 20 horas; domingo, às 19h
Ingresso: Plateia inferior e balcão: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Valor promocional para a sessão de estreia (20 de julho): R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Duração: 70min
Capacidade: 642 lugares
Classificação indicativa: 16 anos
Local: Imperator
Endereço: Rua Dias da Cruz, 170 – Méier
Tel: (21) 2597-3897
http://www.imperator.art.br/

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6690 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: