#Teatro: Montanha-Russa narra história de pessoa com transtorno bipolar

O transtorno bipolar, caracterizado por mudanças radicais de humor – da depressão à mania -, é tema do documentário cênico Montanha-Russa, de Marcelo Braga. Dirigido por José Eduardo Vendramini, o espetáculo estreia no dia 3 de agosto no Viga Espaço Cênico, onde fica em cartaz até 23 de setembro.

Com momentos realistas e outros mágicos, a história é narrada pelo filho de um homem com transtorno bipolar. Por meio de situações inspiradas em fatos verídicos, elementos ficcionais e uma pesquisa sobre o tema, a peça revela como a família lida com a doença do pai e o impacto sobre os relacionamentos entre os integrantes daquele núcleo.

Montanha-Russa (Foto: João Caldas Fº)

O espetáculo tem vários planos, que são imbricados cenicamente – como o realista, o poético e o épico. Na representação da consciência, por exemplo, há as cenas do cotidiano da família, principalmente entre o Pai doente e a Mãe devastada pela doença do marido. Já nas referências ao subconsciente, existe a menção ao efeito quase indescritível da mania – estado de extrema euforia e agitação – e da depressão sobre a pessoa bipolar.

Serviço:
Montanha-Russa
Viga Espaço Cênico – Sala Piscina – Rua Capote Valente, 1323, Pinheiros
Próximo ao Metrô Sumaré.
Temporada: de 3 a 26 de agosto, às sextas e aos sábados, às 21h, e aos domingos às 19h.
De 1º a 23 de setembro, aos sábados, às 21h, e aos domingos, às 19h
R$ 50
Classificação: 12 anos

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6706 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: