#TV: Pabllo Vittar participa de programa, distribui selinho e fala se vai sair do Brasil

Foi ao ar nesta quarta-feira o programa “Conversa com Bial” no qual a convidada da noite foi a drag queen Pabllo Vittar, para começar o programa incendiando a audiência, Pabllo abriu com o quadro com a música K.O. e deu um selinho estilo Hebe Camargo no apresentador.

O bate papo com a cantora foi desde questões do começo da carreira onde ela relembrou os primeiros vídeos postados e até a primeira capa de single em que ela usava o apelido de “Pabllo Knowles”, referência à diva Beyoncé. A cantora aproveitou para falar sobre bullying e se emocionou a relembrar o que passou nos tempo de colégio, se recusando a comentar atos de crueldade, porém todo este sofrimento se reverteu na artista que é ativista e militante pelas causas LGBTQI+, onde participou da Casa 1 local que abriga cidadãos LGBTQI+ que são expulsos de suas casas e lares.

Pabllo Vittar que hoje é conhecida como uma das drags mais famosas do mundo, só resolveu se “montar” depois de assistir o programa da RuPaul, o RuPaul Drags Race, onde viu que as drag queens não é eram só endeusadas em cima de um palco, e sim transitavam em outras esferas que iam de música à atriz, dando vida ao que conhecemos hoje de fenômeno musical.

Aproveitando a questão de montação, aceitação e política, Pabllo revelou que não tem músicas com letras mais engajadas, pois pretende levar alegrias e momentos felizes ao seu público, não precisando saber de suas preferências sexuais ou outras questões. Indagada pelo Pedro Bial sobre ter medo do novo governo de Jair Bolsonaro, ela afirmou estar com medo, pela onda de violência que aumentou com o ódio incitado pelos eleitores do futuro presidente, que já ocasionou em mortes à LGBTQI+ sendo associada à falas do candidato.

E para encerrar o papo, além de falar que está solteira, Pabllo comentou sobre a polêmica de deixar o país, em uma “fake news” atribuída à ela, onde a fala era que deixaria o Brasil após a vitória de Jair Bolsonaro, ela apenas pediu um close para o câmera e afirmou: “Não vou deixar o país, o negro não vai voltar para a senzala, a mulher para a cozinha e nem o gay para o armário“. Pabllo ainda cantou “Problema Seu”, “Disk Me” e “Corpo Sensual”.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 6695 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: