Grupo Tapa resgata texto de Oduvaldo Vianna Filho sobre ditador fictício sul-americano

Oduvaldo Vianna Filho (1936-1974), o Vianinha, foi protagonista da renovação da dramaturgia e do teatro no sentido estético e político por seus trabalhos com o Teatro de Arena de São Paulo, o Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC), e o grupo Opinião, do Rio de Janeiro. O Grupo Tapa faz um resgate histórico do autor por meio da estreia de Papa Highirte no dia 22 de abril, sexta-feira, às 20h30 no Espaço LAB – Teatro Aliança Francesa.

A montagem tem direção de Eduardo Tolentino de Araujo, o elenco conta com Zécarlos Machado que vive o personagem título, além de Adriano Bedin (Morales), Bruno Barchesi (Pablo Mariz / Diego), Caetano O’Maihlan (Hermano Arrabal / Manito), Camila Czerkes (Graziela), Eduardo Semerjian (Perez y Mejia), Fulvio Filho (Estrangeiro), Isabel Setti (Grissa) e Mauricio Bittencourt (Menandro). A temporada vai até 19 de junho com sessões sexta e sábado, às 20h30, e domingo, às 18h30.

Leia Também: Cia Artera de Teatro discute polarização política, radicalismo virtual e ascensão da extrema direita com estreia de Freedom City

Na trama, Papa Highirte é o nome do ditador populista deposto da fictícia Alhambra, exilado na também fictícia Montalva. Em sua conspiração para voltar ao poder, mergulha nas reminiscências de um tempo de exceção onde governava com mão de ferro seu país natal, com a imprensa silenciada e torturas nos porões. E chega à triste conclusão que nunca passou do fantoche de militares golpistas a serviço de uma potência estrangeira. Metáfora precisa sobre a América latina, que ganha significativa relevância nos tempos atuais.

O figurino e os elementos cenográficos permeiam pela estética das cores cinza e preto. Tem inspirações dos anos 60 com o lado altamente politizado. Os atores ficam sempre no palco em uma encenação em formato de arena, onde a dramaturgia se adequa ao contorno do espaço.

O título da montagem tem alusão ao ditador haitiano que governou de 1957 a 1971, François Duvalier, conhecido como Papa Doc. O texto trabalha em diversas camadas temas como o declínio do populismo caudilhista, a organização das militâncias de luta armada e a influência da política externa estadunidense no continente americano.

Serviço:
Temporada:
De 22 de abril a 19 de junho
Preço: R$ 40 (Inteira) e R$ 20 (Meia). 
Compra Online: Pelo Sympla no link https://bit.ly/PapaHighirte
Classificação: 14 Anos. 
Duração: 120 Minutos
Capacidade: 60 Lugares
Espaço LAB – Teatro Aliança Francesa
Rua General Jardim 182 – Vila Buarque. Ar-condicionado. Informações: (11) 3572-2379
www.teatroaliancafrancesa.com.br

ATENÇÃO

Obrigatória a apresentação do passaporte da vacina com pelo menos 2 doses.
Não será permitida a entrada após o início da apresentação.
“Em vista do Decreto nº 66.575 do Governo de São Paulo (de 17 março de 2022), a Aliança Francesa de São Paulo recomenda fortemente a utilização de máscaras durante a permanência em nosso espaço, a fim de manter hábitos preventivos e complementares ao combate da pandemia do Covid-19.”

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 8211 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: