Teatro Alfa retoma de forma presencial sua programação de dança

A temporada 2021 do Teatro Alfa será retomada a partir de outubro com estreias de coreografias das três mais importantes companhias de dança do Brasil: São Paulo Companhia de Dança (dias 16 e 17 de outubro), Grupo Corpo (de 27 a 31 de outubro) e Cia. de Dança Deborah Colker (de 4 a 14 de novembro).

São Paulo Cia. de Dança
Dias 16 e 17 de outubro
No programa a estreia de UMBÓ (2021), ANTHEM (2019), de Goyo Montero, RESPIRO (2020)

Idealizado por Inês Bogéa, diretora da São Paulo Companhia de Dança, o programa a ser apresentado no Teatro Alfa reflete sobre temas muito presentes no mundo contemporâneo, como representatividade, busca pela identidade, desafios da coletividade e o desejo de conexão uns com os outros. O público vai ter a chance de conferir a estreia de Umbó, primeira criação original da coreógrafa baiana Leilane Teles para a São Paulo Companhia de Dança. Umbó busca refletir sobre como a arte do outro reverbera em cada um, evidenciando o papel da inspiração no processo de criação.

Leia Também: CCBB São Paulo recebe mostra Betty Faria

Grupo Corpo
De 27 a 31 de outubro – no programa a estreia de PRIMAVERA (2021) e GIRA (2017)

Criado sobre a ideia do recomeço e do sopro de esperança, Primavera, coreografia de Rodrigo Pederneiras, se urdiu sobre a música da dupla Palavra Cantada: 14 canções adaptadas para o instrumental, numa gama de estilos musicais às vezes bem contrastantes – de um jazz light à percussão afro. O balé, nascido na pandemia, tem o espírito do divertissement; incorpora – e, de certo modo, abraça – as interdições daquele momento: são solos, duos, trios, quartetos em que os bailarinos não se tocam, com exceção de três pas-de-deux na performance dos casais que são parceiros também na vida.

Cia. de Dança Debora Colker
De 4 a 14 de novembro – no programa a estreia de CURA

O espetáculo CURA nasceu a partir da indignação do que não tem cura. A ponte entre a fé e a ciência, entre aceitar e lutar, entre o amor e a genética. Todos os povos e culturas desenvolvem a fé e a ciência, buscando encontrar a cura ou a cura do que não tem cura. “Busquei nos índios, nos africanos, em suas danças, cantos e rezas, em Leonard Cohen e sua poesia, nos Salmos e seus pedidos, nos cantos Sufis, as palavras que potencializam a Cura.” – Debora Colker.

Leia Também: Exposições sobre o espaço, de missões da NASA, invadem São Paulo

Serviço:
São Paulo Cia. de Dança
Dias 16 e 17 de outubro – Sábado, 20h e domingo, 18h
Valor do ingresso: Plateia R$ 100,00 e Balcão R$ 50,00

Grupo Corpo
De 27 a 31 de outubro
Terça a sexta, 20h30 – Sábado. 20h e Domingo, 18h
Valor do ingresso: Plateia: R$ 200,00 e Balcão: 50,00

Cia. de Dança Debora Colker
De 4 a 14 de novembro
Terça a domingo, 20h30 | Sábado, 20h | Domingo, 18h
Valor do ingresso: Plateia inferior: R$ 200,00 e Plateia superior: R$ 50,00


Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 7859 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: