Finalista do “The Voice Brasil”, IZRRA se liberta de amarras no single “Refém”

Quem não se apaixonou ao ver um garoto tímido viralizando ao cantar no metrô ou ganhando os palcos dentro do maior reality musical, o “The Voice Brasil”, vai ganhar mais uma chance de conhecer e, com certeza, amar IZRRA. Nesta sexta-feira, 20 de agosto, o cantor e compositor lança o seu primeiro single de carreira pela Universal Music, “Refém”, com direito a clipe impactante, poderoso e que promete quebrar barreiras, assim como o próprio artista.

Composta e produzida pelo próprio IZRRA, “Refém” mistura as raízes da MPB e soul do cantor com o R&B e trap, gêneros que devem ficar cada vez mais evidentes em seus próximos trabalhos, ao priorizar sua voz potente, melódica e romântica. À primeira vista, a letra pode parecer uma canção de amor, mas o artista garante que o sentido é muito mais profundo. 

Leia Também: Igor B exalta o discurso engajado com o lançamento de “Soul Funk”

Essa canção veio para exaltar o amor em todas suas formas, o que vai muito além da troca entre um casal. Sem falar no desejo de exaltar a mulher preta, que pode ser sua namorada, sua irmã, sua mãe, sua amiga, uma mulher forte que domina o ambiente“, conta o artista.

O clipe traz muitos elementos e é mais do que eu apenas cantando com a banda e o jogo de luzes. Desde os gestos até a minha roupa, tudo foi pensado a partir da libertação, contrapondo com o nome da música, que é ‘Refém’. Me inspiro muito neste sentido no A$AP Rocky, com as correntes, com a ideia do Kilt, para mostrar que mesmo sendo homem, podemos usar o que nos deixa à vontade, que não precisamos ser refém aos padrões. Além disso, minha roupa foi toda feita pela minha mãe, algo que ela fazia por mim desde criança, quando não tínhamos dinheiro, mas que agora representa ter ela por perto e manter minha identidade“, completa IZRRA.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 7820 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: