Gloria Groove lança álbum completo de Lady Leste

Atenção, fãs: a espera acabou! O segundo álbum de estúdio de Gloria Groove, Lady Leste, chegará às plataformas digitais nesta quinta-feira (10), às 21h. No dia seguinte (11), às 11h, a cantora irá divulgar o quarto clipe do novo projeto, “Vermelho“. Com 13 faixas e seis participações especiais, o lançamento mais esperado de 2022 já começou quebrando as estruturas da internet com três singles: “Bonekinha”, “A Queda” e “Leilão”! A cantora transmite seu pocket show e coletiva de imprensa através de seu canal oficial, às 20h.

Lady Leste marca o retorno de Gloria Groove ao pop, após a experiência com o R&B em Affair. A cantora planejou um álbum dançante e cheio de ritmo para embalar sua volta aos palcos. “Comecei Lady Leste em meados de março de 2021, quando rabisquei as primeiras coisas. Queria fazer um ‘detox’ de Affair, uma fase bem introspectiva e que combinou com o que vivíamos na pandemia. Estava em busca do que eu iria ser quando voltasse para a pista. Foi assim que nasceu ‘Bonekinha’, hino que puxou a era Lady Leste“, explica a cantora.

Lady Leste é muito mais que somente o meu segundo álbum de estúdio. É o resultado de uma vida dedicada a canto, dança, interpretação, caracterização, todas as minhas vivências e referências condensadas num trabalho musical pop. É um disco que permeia por estilos como o funk, o pop, o pagode, o trap, o R&B, o rock; sem perder a essência da persona Gloria Groove. É um álbum sobre saber exatamente para onde está indo, mas jamais se esquecendo de onde veio. Sinto que este álbum marca a minha primeira grande era pop em território nacional, pois conta com singles que já acumulam grandes números antes mesmo da chegada do álbum completo. Lady Leste é a minha grande realização enquanto artista pop de servir uma era musical coesa e ao mesmo tempo versátil.“, afirma a multiartista.

Leia Também: Exclusivo: Any Gabrielly revela detalhes da “Wave Your Flag World Tour”

Gloria Groove levará a era Lady Leste para o Lollapalooza 2022! A cantora estreará no palco do festival em 27 de março, mesmo dia de Foo Fighters, Martin Garrix, Alesso e outras atrações internacionais.

Confira as faixas de Lady Leste comentadas por Gloria Groove!

Lady Leste

1 – SFM [ft. Hariel]
Essa faixa nasceu de um beat que o Ruxell fez. No dia, não deu em nada, mas no dia seguinte, voltei com o rascunho da letra. Só muito depois tivemos a ideia de levarmos para o Hariel, e achei ótima a ideia de abrir o álbum com ela. Nada melhor do que SFM, um funk envolvente para preparar a pista! O Hariel chegando com o verso dele é algo indescritível! É uma das músicas-chave do álbum.

2 – Bonekinha
Bonekinha é onde toda essa brincadeira começou! Experimentei a estética de Lady Leste a partir dela e tornei Bonekinha como meu norte. Bonekinha tem tudo o que tem no álbum: o funk no início, rap e trap do meio do álbum e a guitarra do fim. Para mim, continua sendo o maior hino de Lady Leste! É um fenômeno, nos shows tem sido uma das grandes experiências da minha vida.

3 – Vermelho
Nesta música, mais um funk, presto uma homenagem à vida e a obra do MC Daleste com um sample da mina de vermelho, um grande sucesso dele. Ele faleceu em 2013, infelizmente, mas marcou a vida de muitas pessoas da minha idade nas festas e nos bailes. Antes de mim, ele foi um dos artistas que colocou a zona leste no mapa, por isso a escolhi para puxar a chegada do álbum. Ela grita zona leste!

4 – Fogo no Barraco [ft. MC Tchelinho]
Foi uma sacada que Pablo e Ruxell me mostraram e amei de primeira. Falei: ‘É muito Lady Leste!’. Quando ouvi esse beat. imaginei Tchelinho cantando em cima dela! Só podia ser ele, porque Fogo no Barraco é um samba pop bem largadinho, tem uma letra sensual. Desde que ouvi, senti que era algo como ‘Lady Leste in Rio’.

5 – Tua Indecisão [ft. Sorriso Maroto]
Pagode sempre esteve presente na minha família. Nos intervalos de gravação, brincando, falei: ‘Vamos fazer um pagode bem anos 2000?’. A letra deve ter saído em meia hora, foi muito rápido. Minha referência foi o Sorriso Maroto, que era o que mais ouvia em casa. O vocalista, Bruno Cardoso, topou gravar a faixa! Foi uma bênção, uma experiência muito doida, e com a produção de dois gênios que eu já conhecia pelo trabalho com a minha mãe, cantora do Raça Negra.

6 – Apenas Um Neném [ft. Marina Sena]
É uma faixa muito gostosinha, uma das mais fofas, entra em qualquer lugar, desce redondo. É fofinha, apaixonante, sensual, com a participação da Marina Sena, por quem me apaixonei demais, é uma das amigas mais incríveis que fiz em 2021. É uma artista excepcional e uma pessoa muito simples, querida e generosa. É um arrocha de duplo sentido que vai unir as famílias!

7 – Jogo Perigoso
É uma das faixas mais antigas de Lady Leste. Um reggaeton que gravei na era de Alegoria e guardei para entrar no projeto certo. quando vi meu álbum, decidi colocar Jogo Perigoso. Precisava de um reggaeton para dar uma quebrada, e também é pop. Conseguimos expandir o ritmo para o Brasil e o mundo com o reino da nossa musa Anitta. É uma das faixas solo do álbum, estaria no álbum da diva pop que eu escutaria.

8 – Greta
Greta é mais um alter-ego meu e apresenta a parte mais hip-hop do álbum. Em Alegoria, criei a Mary Jane e outras duas personagens em Sedanapo. Repito esse comportamento em Leilão. É como os filmes do Eddie Murphy ou os clipes da P!nk, em que eles interpretam todo mundo. Se Mary Jane é meu alter-ego fofinho, amoroso e até meio trouxa, Greta vem para ser o meu outro extremo, quando estou muito brava e nervosa. Acho que eu a escondo dentro de mim, jamais seria a Greta para fora. Greta porque é Treta que se escreve com G!

9 – Pisando Fofo [ft. Tasha & Tracie]
Estávamos falando sobre religião, sobre respeito, ir com cuidado, e alguém falou essa expressão, ‘pisando fofo’. Pablo mostrou uma anotação e eu pirei muito! Complementei com um versão e virou uma música. É um trap para ouvir no carro, acho que vai ser um hino para todo mundo. As linhas de Tasha & Tracie agregam demais para o álbum! Elas são muito inteligentes, estilosas, sagazes. Ter a presença delas é incrível!

10 – Leilão
Fiz Leilão inspirada em toda a minha vivência em mesas de reunião com a minha equipe, sobre propostas, interesse de grandes marcas no meu trabalho e o que isso significa. Com o tempo, entendi o que o meu trabalho representa para a cultura e entendo mais o meu valor. Quanto vale o que a gente faz? Dá para colocar um valor na arte? Porque o que a gente faz não tem preço para o nosso coração, mas dentro do mercado tudo é sobre dinheiro. E eu não teria feito de um jeito menos debochado!

11 – LSD
Estava dentro de outro projeto e o Pablo me apresentou. Fiquei apaixonada. Como A Queda, é mais uma música sobre o monstro da fama, puxando a referência da Lady Gaga. O que o sucesso e a notoriedade afetam a nossa saúde mental. Fala sobre quantas vezes temos que nos deitar com a fama para nos encontrarmos. É sobre os sacrifícios que fazemos e sobre os vícios que encontramos pelo caminho. Amo muito porque traz uma densidade para o álbum e cumpre o papel de abrir a parte final, mais rock.

12 – A Queda
É o auge pop rock do álbum. Fala sobre um tema muito delicado e atual, o ódio coletivo que é o grande medo da sociedade. A estética do clipe sempre foi o terror, e consegui fazer em tempo para o Halloween. A Queda é a grande ironia da minha vida, porque depois dela as coisas só têm decolado! Talvez porque eu fui muito mais humano do que podia imaginar falando sobre isso, e me divertindo. Acho que isso cativou as pessoas. A Queda vai ser para sempre um divisor de águas na minha carreira.

13 – Sobrevivi [ft. Priscilla Alcantara]
Conheço Priscilla desde os nove anos, trilhamos caminhos completamente diferentes e agora nos reencontramos como artistas pop. Jamais imaginava que poderia cantar Sobrevivi com ela. Queria uma música de estádio, para cantar emocionado com a galera no final do show. Queria escrever o meu Halo [da Beyoncé]! Fui buscar referências, já tinha uma muito pesada de Arctic Monkeys e outra mais atual. Cheguei no estúdio com a estética pronta na cabeça e com o refrão. Quando a equipe ouviu, falaram: ‘Isso é Priscilla Alcantara!’. Fez muito sentido! Nem tinha escrito o primeiro verso e decidi que cantaria com a Priscilla. Para mim, ela dá uma sensação de desfecho, tem o papel de concluir o ciclo desse álbum e apontar para o futuro com esperança, amor e paz. Escrevi uma carta de amor aos meus fãs.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 8216 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: