A Milionária, comédia de Bernard Shaw, chega em novo momento do Teatro Ruth Escobar

Como uma trama envolvendo o poder do dinheiro, A Milionária, escrita por Bernard Shaw (1856-1950) chega aos  palcos do Teatro Ruth Escobar para sua última temporada na cidade de São Paulo que vai de 19 de janeiro 11 de fevereiro de 2024, com sessões sempre sextas e sábados, às 21h; e domingos; às 19h. A montagem do Círculo de Atores já foi vista por um público de mais de 11 mil pessoas e rendeu o prêmio Shell de melhor atriz para Chris Couto. A direção é de Thiago Ledier e o elenco também conta com Guilherme Gorski, Luti Angelelli, Márcia de Oliveira, Priscilla Olyva, Rodrigo Chueri, Thiago Ledier e Sergio Mastropasqua.

Leia Também: A comédia “O Nome do Bebê” com Bianca Bin, chega ao Teatro Faap

Com mais de 60 anos de história, o Teatro Ruth Escobar está passando por mudanças significativas com a administração de Chico Cabrera, novo presidente da Apetesp (Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo). “Esse é um local simbólico, um monumento para a cidade. O espaço está sendo renovado com a chegada de novos equipamentos técnicos; a programação tem um caráter mais múltiplo que perpassa por vários gêneros teatrais, música, dança, além de servir como sala de ensaio. A proposta é ser um aliado para os produtores culturais, e, consequentemente, para o público”. A associação também é responsável pela administração do Teatro Maria Della Costa.

Sinopse

A Milionária começa com Epifânia, uma das mulheres mais ricas da Europa, reunindo-se com seu advogado para discutir a possibilidade de seu provável suicídio. Ela pretende deixar toda a sua fortuna para seu marido como forma de punição pela infidelidade dele. Seu casamento fora resultado de um desafio. Seu finado pai, por quem Epifânia tem fixação assumidamente edipiana, impôs uma condição: para se casar com ela, o marido deveria receber uma quantia inicial razoável e, em seis meses, transformá-la em uma fortuna. O marido, boxeador e esportista, vence o desafio através de manobras financeiras criminosas e – ironia suprema – pela produção de uma peça teatral. Apesar disto, Epifânia desinteressa-se por ele.

Leia Também: Espetáculo Misery de Stephen King retorna com temporada no Teatro TUCA

Após jogar escada abaixo um amigo que ofendera seu pai, ela encontra um médico egípcio e muçulmano, filho de uma lavadeira, por quem se apaixona. Para sua surpresa, ao propor casamento ao médico é informada que a humilde mãe do doutor também impôs um desafio como condição à mulher que desejasse desposá-lo: a pretendente deveria receber uma quantia miserável e sobreviver unicamente através do seu trabalho durante seis meses – só assim seria merecedora da mão do filho. Ao aceitar o desafio, Epifânia começa um movimento irresistível, desvendando o modo de agir e pensar de sua classe social – tão poucas vezes retratada em cena.

Serviço:
Teatro Ruth Escobar – Sala Dina Sfat
Endereço – Rua dos Ingleses – Bela Vista. 
Telefone: (11) 3289-2358
Temporada: De 19 de janeiro a 11 de fevereiro de 2024, sextas e sábados, às 21 horas, e domingos, às 19 horas. 
Recomendação etária: 14 anos. 
Duração: 100 minutos. 
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia entrada). 
Capacidade: 366 lugares.

Deixe seu comentário!

Andy Santana

CEO do Soda Pop, fotógrafo, inquieto, formado em moda e que ama música. Não exatamente nesta mesma ordem!

Andy Santana has 8565 posts and counting. See all posts by Andy Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *